Escola Paranaense e HFC

HFC2013Acontecerá de 19 a 22 de Agosto de 2013 a Escola Paranaense de História e Filosofia da Ciência – Escola HFC 2013, na Universidade Federal do Paraná. Promovida pelo Departamento de Fiosofia,

“A Escola Paranaense de História e Filosofia da Ciência é um evento bianual destinado à formação de pesquisadores e professores nas áreas de história e filosofia da ciência. Na sua primeira edição, em 2011, a Escola contou com cerca de 400 participantes, a maioria deles professores das escolas públicas estaduais do Paraná. Foram ofertadas 33 oficinas, além de um curso ministrado pelo professor Michel Ghins

Neste ano, uma das oficinas será ministrada por membro do Grupo de Pesquisa Geografia Cultural Humanista, prof. Eduardo Marandola Jr.: “A influência da fenomenologia na Geografia“, serão 6h nos dias 19 e 20, segunda e terça feira.

As inscrições ocorrerão a partir de 20 de Maio. Mais informações sobre as demais 32 oficinas, consulte o site da Escola HFC 2013, clicando aqui ou a lista das oficinas diretamente aqui.

Topofilia reeditado!

topofiliaAcaba de “sair do forno” a nova edição do livro Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente“, do geógrafo sino-americano Yi-Fu Tuan.

O livro, publicado originalmente em 1974, nos Estados Unidos, foi publicado no Brasil em edição única pela Difel, em 1980. Traduzido por Lívia de Oliveira (UNESP-RC), o livro é um clássico da geografia mundial, e tem um papel especial na difusão da geografia humanista e dos estudos de percepção do meio ambiente, tanto para a geografia quanto para uma grande área interdisciplinar.

Desde o início dos anos 2000 cresceu um esforço para conseguir a reedição do livro, que finalmente encontrou morada na Editora da Universidade Estadual de Londrina.

Saiba mais clicando aqui.

Geografia do Queijo Minas

No último 04 de Novembro, foi defendida a tese de doutorado de Marcos Mergarejo Netto, orientado pela Profa. Dra. Lívia de Oliveira, no Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual Paulista, em Rio Claro.

A tese discute a temática dos sabores e identidades na Geografia, trazendo elementos históricos e culturais relacionados ao queijo minas, suas origens, variedades e características geográficas.

Entre os “achados” da tese, está o questionamento sobre a origem da técnica de fabricação do queijo mineiro.

Leia mais sobre a tese e sua repercussão clicando aqui.

Perfil: Lívia de Oliveira

Reportagem da Revista UNESP traça perfil de Lívia de Oliveira, Profa. Emérita do Instituto de Geociências e Ciências Extas da UNESP, Campus de Rio Claro e uma das coordenadoras do Grupo de Pesquisa Geografia Humanista Cultural (CNPq/UFF).

Veja reportagem na íntegra clicando aqui.

Lançamento de livro

Acaba de ser publicado o livro O homem e a terra: natureza da realidade geográfica, de Eric Dardel, traduzido por Werther Holzer (UFF) (Editora Perspectiva, 2011).

Considerado a obra fundadora de uma geografia fenomenológica, foi publicado originalmente em 1952, permanecendo por muito tempo desconhecida pelo coletivo dos geógrafos. Foi resgatada pelos geógrafos humanistas canadenses e americanos, nos anos 1960-1970, sendo fundamental para formação da Geografia Humanista.

Pode ser considerada precursora de uma reflexão ontológica, focada na existência, com claras influências de Heidegger e Bacherlard. É de Dardel o conceito geograficidade, que expressa a essência da relação Homem-Terra. Paisagem e lugar, além de um capítulo dedicado à história da geografia (uma história fenomenológica) são outros destaques da obra.

Ainda hoje permanece como um livro muito citado, mas pouco estudado em profundidade, já que além da primeira edição, em 1952, só foi editada em italiano (1986), francês (1990) e agora em português.

Será lançado durante o II Seminário Nacional sobre Geografia e Fenomenologia, que ocorrerá no próximo dia 02 de Setembro de 2011.

Sobre o livro

“Na época em que O Homem e a Terra foi composto, a obra permaneceu, com raras exceções, ignorada. Entretanto, sua leitura atual revelou não o caráter datado do texto, porém uma surpreendente atualidade. Pequena obra-prima que a coleção Estudos da editora Perspectiva publica agora em português, o livro é um autêntico precursor dos estudos de geografia com base na fenomenologia como via de acesso à percepção e à representação do ambiente terrestre pela mente humana. Cabe ao leitor mensurar a riqueza dessa filosofia geo-gráfica e, guiado pelo pensamento inovador de Eric Dardel, descortinar o fundamento desta proposta que faz da geografia “o meio pelo qual o homem realiza sua existência, na medida em que a Terra é uma possibilidade essencial de seu destino”, revelada como é pelo olhar humano sobre os signos, seus sentidos e seus valores, à luz dessa percepção filosófica, cujo objeto é a Terra.”

Para adquirir o livro ou obter mais informações, clique aqui.

Entrevista com Lívia de Oliveira

Lívia de Oliveira é uma das pioneiras dos estudos humanistas e perceptivos no Brasil. Professora Emérita da Unesp-Rio Claro, sua vida se confunde com a trajetória destes estudos no Brasil.

Dia 23 de maio de 2003, como parte das atividades da Aula Inaugural do ano letivo do curso de Geografia, foi realizada no Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Londrina (UEL) uma entrevista coletiva pública intitulada: Construção do saber: memórias com Lívia de Oliveira.
Com a participação das professoras do Departamento de Geociências Lúcia Helena Batista Gratão, Yoshiya Nakagawara Ferreira e Rosely Sampaio Archela, elas conversaram com Lívia sobre sua história de vida, trajetória acadêmica, profissional e pessoal na Geografia.

Com quase duas horas de duração, esta verdadeira aula está dividida em 11 vídeos, hospedados no Youtube, nos links abaixo.

Parte 02 de 11
Parte 03 de 11
Parte 04 de 11
Parte 05 de 11
Parte 06 de 11
Parte 07 de 11
Parte 08 de 11
Parte 09 de 11
Parte 10 de 11
Parte 11 de 11

Link com a lista de reprodução com as 11 partes do video
Partes de 1 a 11