Traduções

Realizar traduções de textos constituiu uma das motivações e objetivos do GHUM desde seu início. Isso porque entre as traduções de alguns textos-chave dos anos 1960-1970 publicados entre o final dos anos 1970 e final dos anos 1980, havia um hiato de diálogo com a produção da Geografia Humanista e seus desdobramentos subsequentes em outros países. Por outro lado, havia pouca produção recente, seja em termos de artigos, seja em termos de livros disponíveis em catálogo, o que dificultava a difusão e adensamento das discussões.

Assim, o GHUM atua na prospecção, tradução e publicação de textos em diferentes línguas, buscando potencializar este diálogo e articulação com as reflexões contemporâneas, bem como seu desenvolvimento ao longo do tempo. Recebe, neste sentido, colaboração de pesquisadores que articulam-se com o grupo visando trazer para um público mais amplo as traduções que realizam.

São três meios principais: livros, artigos publicados na Geograficidade (que a partir de 2020 passou a ter a Seção Traduções) e a textos publicados em outros veículos, sejam periódicos ou capítulos de livros.

Livros

BERDOULAY, Vincent. A escola francesa de Geografia: uma abordagem contextual. São Paulo: Editora Perspectiva, 2017. | Tradução de Oswaldo Bueno Amorim Filho. Tradução baseada na terceira edição da CTHS, Paris, de 2008. | Original: La formation de l’école française de géographie (1870-1914). Paris, Bibliothèque Nationale, p. 245. CTHS, 1990.

DARDEL, Éric. O Homem e a Terra: natureza da realidade geográfica. São Paulo: Editora Perspectiva, 2011, 176p. | Tradução de Werther Holzer, incluindo o texto “Géographie et existencie”, de Jean-Marc Besse | Original: L’Homme et La Terre: nature de La réalité géographique. Paris: CTHS, 1990.

TUAN, Yi-Fu. Espaço e Lugar: a perspectiva da experiência. Londrina, PR: Eduel, 2013, 248p. | Tradução de Lívia de Oliveira | Original: Space and Place: The Perspective of Experience. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1977.

TUAN, Yi-Fu. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. Londrina, PR: Eduel, 2012, 342p. | Tradução de Lívia de Oliveira | Original: Topophilia: a study of environmental perception, attitudes, and values. New Jersey: Prentice-Hall Inc., Englewood , 1974.

Traduções em andamento

BERQUE, Augustin (Dir.). Cinq propositions pour une théorie du paysage. Paris: Champ Vallon, 1994. | Tradução de Vladimir Bartalini |

NORBERG-SCHULZ, Christian. Genius loci: towards a phenomenology of architecture. New York: Rizzoli, 1980. | Traduzido por Eduardo Vasconcellos e Elisabete Reis |

RELPH, Edward. Place and Placelessness. London: Pion, 1976. | Tradução de Ivo Venerotti |


Geograficidade

BERQUE, Augustin. A cosmofania das realidades geográficas. Geograficidade, v.7, n. 2, p. 4-16, 2017. | Tradução de Fernanda Cristina de Paula com revisão de Werther Holzer | Original: La cosmophanie des réalités géographiques. Texto original elaborado para o que seria a Conferência da Abertura do VII SEGHUM, em Limeira (Unicamp), em Outubro de 2016.

BERQUE, Augustin. Geogramas: por uma ontologia dos fatos geográficos. Geograficidade, v. 2, n. 1, p. 4-12, 2012. | Tradução de Nécio Turra Neto, com revisão de Elisabeth Mello e Werther Holzer | Original: Géogrammes, pour une ontologie des faits géographiques. L’Espace Geographique, n.4, 1999.

BUTTIMER, Anne. Lar, horizontes de alcance e o sentido de lugar. Geograficidade, v.5, n.1, p. 4-19, 2015. | Tradução de Letícia Pádua | Original: Home, reach, and the sense of place. In: BUTTIMER, Anne; SEAMON, David (Eds.) The Human Experience of Space and Place. Nova York: St. Martin’s Press, 1980. p.166-187.

COLLOT, Michel. Horizonte e estrutura do horizonte: entre o Oriente e o Ocidente. Geograficidade, v. 6, n. 2, p. 4-12, 2016. | Tradução de Fernanda Cristina de Paula com revisão de Werther Holzer | Original: Horizon et structure d’horizon: entre Orient et Occident. In: La Pensée paysage: philosophie, arts. littérature. Actes Sud / École Nationale Supérieure du paysage, 2011, p. 91-103.

CRAZAL, Dominique; SEMENKO, Anastasia. Grandeza e declínio da República Independente de Kazantip (Ucrânia). Geograficidade, v. 10, n. 1, p. 124-137, 2020. | Tradução de Alessandro Dozena. | Original: Rise and fall of the Independent Republic of KaZantip (Ukraine). In: L’Information géographique, v. 82, 2018, p. 122-140.

KARJALAINEN, Pauli Tapani. Lugar em Urwind: uma visão geográfica humanista. Geograficidade, v. 2, n. 2, p. 4-22, 2012. | Tradução de Werther Holzer |

SEAMON, David. Uma maneira de ver as pessoas e o lugar: a fenomenologia na pesquisa do comportamento ambiental. Geograficidade, v.9, n. 1 , p. 4-28, 2019. | Tradução de Alvaro Letelier Hidalgo| Original: A way of seeing people and place: phenomenology in environment-behavior research. In: DEMICK, Jack, MINAMI, Hiroufmi, WAPNER, Seymour. YMAMOTO, C. Takiji (Eds.) Theoretical Perspectives in Environment-Behavior Research. New York: Plenum, 2000, p. 157-78.

SEAMON, David. Corpo-sujeito, rotinas espaço-temporais e danças-do-lugar. Geograficidade, v. 3, n. 2, p. 4-18, 2013. | Tradução de Paulo Maurício Rangel Gonçalves | Original: Body-subjects, time-space routines, and place-ballets. In: BUTTIMER, Anne; SEAMON, David (Eds.) The Human Experience of Space and Place. Nova York: St. Martin’s Press, 1980. p.166-187.

TUAN, Yi-fu. Lugar: uma perspectiva experiencial. Geograficidade, v. 8, n. 1, p. 4 – 15, 2018. | Tradução de Márcia Manir Miguel Feitosa e Renata França Pereira com a colaboração de Millena Portela, Tárcila Duarte e Ubiratam Barros | Original: Place: an Experiential Perspective. The Geographical Review, v.65, n.2. , 1975.

TUAN, Yi-fu. Espaço e lugar 2013. Geograficidade, v.4, n.1, p. 4-13, 2014. | Tradução de Letícia Pádua com revisão de Werther Holzer | Original: Space and Place. Original preparado para a Conferência de Encerramento do IV SEGHUM, realizado em Niterói, proferida por videoconferência, em Outubro de 2013.

TUAN, Yi-Fu. Espaço, tempo e lugar: um arcabouço humanista. Geograficidade,  v. 1, n. 1, p. 4-15, 2011. | Tradução de Werther Holzer | Original: Space, Time Place: a humanistic fra-me. In: CARLSTEIN, Tommy; PARKES, Don; THRIFT, Nige (org.) Making Sense of Time. New York: John Wiley & Sons, 1978.

TUAN, Yi-Fu. A Cidade: sua distância da naturezaGeograficidade, v. 3, n. 1, p. 4-14, 2013. | Tradução de Werther Holzer | Original: The city: its distance from nature. The Geographical Review, v.68, n.1, p.1-12, jan. 1978.

TUAN, Yi-Fu. Cartografia e Humanismo: concordâncias e discordânciasGeograficidade, v. 10, n. 2, p. 129-137, 2013. | Tradução de Jörn Seemann com revisão de Werther Holzer | Original: Cartography and Humanism: concordances and discordances. Glimpse, n.8, 2011.

WASIAK, Jason. Ser-na-cidade: uma aproximação fenomenológica da experiência tecnológicaGeograficidade, v. 7, n. 1, p. 4-20, 2017. | Tradução de Werther Holzer | Original: Being-in-the-city: a phenomenological approach to technological experience. Culture Unbound, v.1. p.349-366, 2009.

WELLS, Jeremy. Aspectos teóricos e aplicados a integração da Fenomenologia à prática da conservação do patrimônio. Geograficidade, v.6, n. 1, p. 4-17, 2016. | Tradução de Letícia Pádua | Original: Theorethical and applied aspects of integrating phenomenology into built heritage conservation practice. Original preparado para a Conferência de Abertura do VI SEGHUM, realizado em Diamantina, em Outubro de 2015.

WRIGHT, John K. Terra incognitae: o lugar da imaginação na Geografia. Geograficidade, v.4, n. 2, p. 4-18, 2014. | Tradução de Letícia Pádua | Original: Terrae Incognitae: the place of the imagination in Geography. Association of American Geographers, 1946.


Outros veículos

IHDE, Don. Fenomenologia interdisciplinarRevista do NUFEN, v. 12, n. 1, p. 158-176, 2020.  | Tradução de Eduardo Marandola Jr. e Jamille da Silva Lima | Original: Experimental phenomenology: multistabilities. 2ed. Albany: SUNY Press, 1977/2012. p. 97-112.

JACKOBSON, Roman. Curriculum Vitae de um Filósofo Checo (Posfácio ao “Essais Hérétiques: Sur la Philosofie de L’histoire”, de Jan Patočka). Rev. abordagem Gestalt, v. 22, n. 2, 2016. | Tradução de Werther Holzer | Original: Essais hérétiques: sur la philosofie de l’histoire. Praga: Editions Petlice, 1975.

MEINIG, D. W. O olho que observa: dez versões da mesma cenaEspaço e Cultura, n. 16, p. 35-46, 2002.  | Tradução de Werther Holzer | Original: The Beholding Eye: Ten Versions of the Same Scen. Landscape Architecture, vol. 66, p. 47-54, 1976.

RELPH, Edward. Reflexões sobre a emergência, aspectos e essência de lugar. In: MARANDOLA JR., Eduardo; HOLZER, Werther; OLIVEIRA, Lívia. (Orgs.) Qual o espaço do lugar? Fenomenologia. Geografia. Epistemologia. São Paulo: Perspectiva, 2012. | Tradução de Eduardo Marandola Jr. | Original preparado para o livro em português.

RICOEUR, Paul. Prefácio ao “Essais Hérétiques: Sur la Philosofie de L’histoire”, de Jan PatočkaRev. abordagem Gestaltv.22, n. 2, 2016. | Tradução de Werther Holzer | Original: Essais Hérétiques: Sur la Philosofie de L’histoire, de Jan Patočka. Praga: Editions Petlice, 1975.

RONAI, Maurice. Paisagens IIGEOgraphia, v. 17, n. 34, p. 247-261, 2015. | Tradução de Werther Holzer | Original: Paysages II. Hérodote. Paris: n.7, p. 71-91, 1977.

SAUER, Carl. A Educação de um Geógrafo. Niterói: GEOgraphia, ano 2, n. 4, p. 137-150, 2001. | Tradução de Werther Holzer | Original: The Education of a Geographer. Association of American Geographers, vol. 46, p. 287-299, 1956.

SEAMON, David. Lugarização vivida e a localidade do ser: um retorno à geografia humanística? Rev. Nufen: Phenom. Interd., Belém, 9(2), p. 147-168, mai. – ago., 2017. | Tradução de Letícia Pádua; Revisão de Eduardo Marandola Jr. | Original: Lived Emplacement and the Locality of Being: A Return to Humanistic Geography?. In: AITKEN, Stuart; VALENTINE, Gill (Eds) Approaches to Human Geography, 2nd edition. London: Sage, 2014.