Divulgação | Curso de Outono – Epistemologia do Pensamento Fenomenológico

Durante quatro sábados, entre os dias 29 de abril e 27 de maio será oferecido o Curso de Outono “Epistemologia do Pensamento Fenomenológico”, nas dependências da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA/Unicamp).

Com promoção do Laboratório de Geografia dos Riscos e Resiliência LAGERR (FCA/Unicamp) o curso será ministrado pelos professores Eduardo Marandola Jr. (Unicamp) e David Emanuel Madeira Davim (Unicamp) e tem como objetivo: “Difundir a epistemologia fenomenológica como crítica à atomização do sujeito e à positivação da vida, como um pensar e um fazer. Discutir a fenomenologia como base epistemológica interdisciplinar para as ciências humanas e sociais. Promover um entendimento humanista de ciência quanto conhecimento.”

Para se inscrever e conhecer mais detalhes sobre o curso, visite a página do curso na Extecamp. As inscrições seguem até o dia 13 de abril de 2017 e as vagas são limitadas a, no máximo, 40 alunos matriculados.

Para maiores informações, visite o site do LAGERR.

______
SERVIÇO

Curso de Outono – Epistemologia do Pensamento Fenomenológico
Local: Faculdade de Ciências Aplicadas, Unicamp.
Endereço: Rua Pedro Zaccaria, 1300, Limeira, SP. 13484-350.
Datas: 29 de abril; 06, 20 e 27 de maio de 2017.
Horário: 08h00 às 17h00.

Anúncios

Divulgação: Curso de Difusão Científica Epistemologia do Pensamento Fenomenológico, FCA/Unicamp (Limeira, 2015)

Ao longo do mês de agosto, em quatro sábados, entre os dias 8 e 29, será oferecido o Curso de Divulgação Científica Epistemologia do Pensamento Fenomenológico, na Faculdade de Ciências Aplicadas (Unicamp), com a seguinte ementa:

A proposta fenomenológica de crítica à ciência moderna e a constituição de uma outra epistemologia (como ontologia), aberta para a compreensão do mundo da vida e do ser-no-mundo, existencialmente significado. Sua influência nas ciências humanas e sociais, provocando perspectivas humanistas da ciência orientadas pela compreensão dos fenômenos tal como se dão na experiência intencional e intersubjetiva. A fenomenologia como pensamento que permite repensar a relação entre os saberes e os seres, abrindo caminho para perspectivas científicas mais abertas e a promoção de uma ciência com valores humanistas. Aberturas e potencialidades para a compreensão do mundo contemporâneo, como uma outra ontologia, do ser e do conhecimento.

O curso destina-se, especialmente, a alunos de graduação e pós-graduação, pesquisadores e professores, interessados na epistemologia e história das ciências humanas e sociais, ou com áreas de atuação que envolva o debate com as pessoas.

As inscrições encontram-se abertas e permanecerão assim até o dia 22 de julho de 2015. Para maiores informações e inscrição, visite o site oficial do curso na Extecamp.

Em caso de dúvidas, entre em contato através do email: geografiahumanista@gmail.com.

______
SERVIÇO

Curso de Difusão Científica Epistemologia do Pensamento Fenomenológico
Onde? Faculdade de Ciências Aplicadas (Unicamp) | Rua Pedro Zacarias, 1300, Jardim São Paulo, Limeira, SP. 13484-350.
Quando? 08/08/2015 a 29/08/2015, aos sábados, das 8h00 às 18h00.
Como? Acesse este site para inscrições.

“Qual o espaço do lugar?” Lançamento de livro

Acaba de ser publicado pela Editora Perspectiva o livro Qual o Espaço do Lugar? Geografia, Epistemologia, Fenomenologia, organizado por Eduardo Marandola Jr., Werther Holzer e Lívia de Oliveira.

O livro será lançado durante o III Seminário Nacional sobre Geografia e Fenomenologia, que acontecerá neste dia 14 de Setembro de 2012, na Universidade Federal Fluminense (Niterói).

A obra conta com contribuições de  autores brasileiros e estrangeiros, geógrafos ou não, de várias tendências e orientações teóricas. Entre os ensaístas, estão, além dos organizadores, Edward Relph, Eguimar Chaveiro, J. Nicholas Entrikin, João Baptista Ferreira de Mello, Jörn Seemann, Ligia Saramago, Marcia Manir Miguel Feitosa, Maria Lúcia de Amorim Soares, Vincent Berdoulay e Wenceslao Machado de Oliveira Jr.

 

Saiba mais sobre o livro, e como adquiri-lo, clicando aqui.

SOBRE O LIVRO

“Lugar” é um espaço fundamental de ocupação da vida humana. Todos querem tê-lo, todos lutam por ele. Renunciar a ele, ninguém deseja; é um desprendimento que causa estranheza e até alienação, pois chega a ser uma renúncia a si próprio. Assim sendo, propõe-se desde logo: o que é lugar? Qual o espaço, não só físico, do lugar? No mundo contemporâneo, essa questão é tanto mais potencializada pelos processos que a nossa existência passa em seu contexto. E surge uma indagação dilemática: entrincheirar-se numa posição conservadora, avessa à mudança, será uma maneira de defender o seu lugar próprio? Ou desprezá-lo em seu localismo, significará enquistar-se em uma atitude hegemônica globalizante? Tais definições de fundo, que sempre estiveram presentes no debate geográfico, em seu prisma filosófico e social, na atualidade encontram-se na crista de nossa problemática geo-humana. A enfrentá-las é o que se propõem os ensaios deste livro. Partindo de uma abordagem epistemológica pela análise fenomenológica do tópos geográfico, e em diálogo com outras formas e matrizes do pensamento e da pesquisa nesse campo da investigação científica, teceu-se aqui, em tela conjunta, uma obra interdisciplinar, que busca nas epistemes detectadas as vias de acesso a horizontes alternativos e ampliados de compreensão do ser-no-mundo, focalizado em sua perspectiva presente em seu contexto geográfico e social.
Assim, se a Geografia Humanista retirou o “lugar” dos esquecidos rincões passados, enquanto conceito, a sua pertinência ao universo da contemporaneidade requer um esforço interdisciplinar de interpretação, para dar conta adequadamente das transformações em curso e dos novos âmbitos emergentes no plano da sociedade e de seus embasamentos geográficos. Não se trata de uma tentativa de superação, porém de um empenho conjunto de abrir-se para uma nova visão do fenômeno estudado, do entendimento de seu ser e de suas maneiras de ser, da experiência que proporcionam e do lugar que ocupam em sua condição de modos geográficos de existência.