Divulgação: 7º Encontro de Geografia Cultural, Etnologia e Estudos Culturais em Languedoc-Roussillon — Nîmes, França, 2016

Entre os dias 16 e 18 de junho de 2016 ocorrerá, na Univeridade de Nîmes (França), o 7º Encontro de Geografia Cultural, Etnologia e Estudos Culturais em Languedoc-Roussillon e o Colóquio Internacional “Utopias Culturais Contemporâneas”.

The notion of “contemporary cultural utopia” suggests that to the political and scientific utopias of the past, a new, more cultural and global dimension can be added, one that would encompass all the interpretations and controversies related to the roles of culture today. The conference wishes to explore and define the boundaries of this new dimension and investigate its implications by means of a multidisciplinary approach. Several axes are suggested to try and come to terms with the complexity of the notion of cultural utopia.

O prazo para submissão de propostas de comunicação vai até o dia 15 de junho de 2015.

Para maiores informações, contatos e regulamento, baixe as circulares em francês e em inglês clicando nos respectivos links.

________
SERVIÇO

Data: 16 a 18 de junho de 2016
Local: Université de Nîmes, Université de Montpellier 3
Endereço: Rue du Docteur Georges Salan, 30000, Nîmes, Languedoc-Roussillon, França.

Divulgação: GT Fenomenologias da experiência geográfica – XI ENANPEGE (Presidente Prudente, 2015)

Com promoção conjunta do Grupo de Pesquisa Geografia Humanista Cultural (CNPq/UFF), do Grupo de Pesquisa Fenomenologia e Geografia (CNPq/Unicamp), do Grupo de Pesquisa Território, Cultura e Representação (CNPq/UFPR) e do Grupo de Pesquisa RASURAS: Imaginação Espacial, Poéticas e Cultura Visual (CNPq/UFES) acontecerá, durante o XI Encontro Nacional da Anpege (de 9 a 12 de outubro de 2015, em Presidente Prudente, SP), o “GT 17 – Fenomenologias da experiência geográfica“.

GT 17: Fenomenologias da experiência geográfica

Com as transformações de toda ordem que temos vivido de forma mais intensa com a consolidação, desde os anos 1990, desta forma de globalização, tem havido uma série de “viradas” nas ciências humanas e sociais (espacial, linguística, cultural, etc.) em busca de aportes para compreensão de tais transformações. Estas viradas também atingem a geografia, reforçando a busca por filosofias que permitam compreender estas mudanças. Entre estas, a fenomenologia tem recebido interesse renovado por parte dos geógrafos. Isso porque a geografia e a fenomenologia buscam, por caminhos diferentes, o mesmo fim: a compreensão da experiência humana sobre a Terra. Este entendimento tem servido de fundamento para investigações teóricas e empíricas em diferentes temas que perpassam a experiência geográfica de mundo, ou, simplesmente, a experiência do ser-no-mundo. Esta é uma perspectiva teórico-metodológica que compreende os fenômenos geográficos a partir de sua manifestação na experiência, em sua dimensão existencial e epistemológica. A experiência é, portanto, o campo onde os símbolos, as identidades, as imagens e as imaginações se manifestam. Mas ela é também o fundamento epistemológico de investigação de uma geografia orientada pela fenomenologia. Esta, no entanto, não é unívoca, apresentando diferentes caminhos para se construir possibilidades de investigação geográfica. Como um pensamento heterodoxo, pode-se dizer que há tantas fenomenologias quanto fenomenológos. No entanto, todos passam ou centralizam sua reflexão na experiência, seja em sentido metodológico seja por permitir repensar a experiência contemporânea. O objetivo deste Grupo de Trabalho é promover a discussão das possibilidades abertas pela fenomenologia (em sua multiplicidade interna e em seus diálogos com outras filosofias, como o pós-estruturalismo, o existencialismo, a hermenêutica, etc.) para a compreensão da experiência geográfica. Serão priorizados trabalhos que problematizem os fundamentos teóricos desta relação, de natureza epistemológica, além de trabalhos de investigação compreensiva de temas/problema a partir destes aportes.

Coordenadores
Eduardo Marandola Jr. (Unicamp)
Sylvio Fausto Gil Filho (UFPR)
Antonio Carlos Queiroz Filho (UFES)
Alessandro Rosaneli (UFPR)

As submissões de trabalhos iniciaram no último dia 06 e seguem abertas até 04 de maio de 2015.

As normas para as submissões podem ser encontradas na primeira circular divulgada pela organização do XI ENANPEGE. Para baixar a circular, clique neste link.

Untitled

Divulgação: III Seminário Sabores Geográficos: Arte – Sentido – Saberes e I Mostra Fotográfica Sabor com Arte | UFMG, Belo Horizonte, MG

Em promoção conjunta do Instituto de Geociências da Universidade Federal de Minas Gerais (IGC/UFMG) e do Grupo de Pesquisa Geografia Humanista Cultural ocorrerão, nos dias 8 e 9 de junho de 2015, o III Seminário Sabores Geográficos: Arte – Sentido – Saberes e a I Mostra de Fotografia Sabor com Arte, em Belo Horizonte (MG).

O evento, realizado a cada dois anos, visa explorar e substanciar o sabor geográfico pela arte, sentidos e saberes. Nesta edição, além de mantida a programação tradicional, o evento contará com uma mostra fotográfica e lançamentos de livros.

A primeira circular do evento pode ser baixada clicando aqui. Divulgaremos nesse espaço, oportunamente, a programação completa do evento e maiores informações.

Para esclarecimentos e contato: blog do NPGEOH [http://npgeoh.blogspot.com.br] e e-mail [npgeoh@gmail.com].

sabores

Geograficidade: chamada de artigos — Geopoéticas do habitar

CHAMADA_PNG

O número especial de Primavera de 2015 (Outubro) da Geograficidade será sobre “Geopoéticas do habitar“, com organização da Prof.ª Dr.ª Ana Patricia Noguera, da Universidad Nacional de Colombia, Sede Manizales, como editora convidada.

Os trabalhos devem ser enviados até 30 de maio de 2015 através do sistema de submissão da revista.

Para acesso a maiores informações, disponibilizamos os convites para submissões em português e em castelhano. Para baixá-los, basta clicar nos links a seguir:

Em caso de dúvidas,o e-mail de contato da Geograficidade está à disposição: revistageograficidade@gmail.com.

VI SEGHUM – Diamantina 2015

ufvjmO VI SEGHUM (VI Seminário Nacional sobre Geografia e Fenomenologia) já tem data para este ano: será dias 27 e 28 de Outubro de 2015, na cidade de Diamantina (MG). O evento será sediado pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e do Mucuri (UFVJM).

A novidade este ano será a realização de mini-cursos como pré-evento, no dia 27 (terça-feira), com as mesas e demais atividades do seminário ocorrendo no dia 28 (quarta-feira).

Em breve divulgaremos mais informações e a programação deste ano.

Defesa de dissertação

logo_unicampNa sexta-feira, dia 27 de fevereiro de 2015, teremos a defesa da dissertação intitulada: “A ontologia da geografia à luz da obra de arte: o embate Terra-mundo em ‘Out of Africa’“.

A dissertação será defendida por Priscila Marchiori Dal Gallo para obtenção de seu mestrado em Geografia pelo Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Local: DGRN (Sala A), Instituto de Geociências, Unicamp

Horário: 10h00

Banca:
Prof. Dr. Eduardo José Marandola Junior (Unicamp) – orientador
Prof. Dr. Werther Holzer (UFF)
Prof. Dr. Renato Kirchner (PUCC)

Geograficidade publica novo número

Capa_Geograficidade_v5_n1

Geograficidade publica seu novo número: v. 5, n. 1, Verão 2015.

Contando com seis artigos (incluindo a tradução de “Place, reach, and the sense of place” de Anne Buttimer e três textos oriundos de apresentações ocorridas no V SEGHUM, em Ilhéus), três textos na seção “Notas e Resenhas” e uma experimentação.

O sumário deste número encontra-se disponível, para acesso, leitura e download, através deste link.