VIII Seminário Nacional sobre Geografia e Fenomenologia (VIII SEGHUM) – Rio Claro, 2017

O Grupo de Pesquisa Geografia Humanista Cultural (GHUM) tem o prazer de convidar a todos para o VIII Seminário Nacional sobre Geografia e Fenomenologia – “Lívia de Oliveira faz 90 anos (VIII SEGHUM) que ocorrerá no dia 16 de novembro de 2017, na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), em Rio Claro (SP).

Todas as informações relacionadas ao VIII SEGHUM podem ser encontradas diretamente no site montado especialmente para o evento, no seguinte endereço:

http://viiiseghum.weebly.com/

Nesse site estão disponíveis a programação do evento, sugestão de hospedagem e o formulário de inscrição.

Reiteramos que a participação no evento (assim como o envio dos certificados de participação) será condicionada ao correto preenchimento do formulário com as informações pessoais e a confirmação dessa inscrição no ato do credenciamento, no dia do evento. O formulário já está recebendo inscrições.

Para baixar o cartaz oficial, com as principais informações e a programação completa do VIII SEGHUM, clique aqui.

Como sempre, gostaríamos de transmitir nosso desejo de um grande encontro para todos. E esperamos vê-los todos na cidade de Rio Claro em algumas semanas.

Cartaz VIII SEGHUM 2017-1

Anúncios

Defesa de tese

Logotipo_UNESP_GrandeNa terça-feira, dia 01 de novembro de 2016, ocorrerá a defesa de tese intitulada: “Geografia Literária em Rachel de Queiroz“.

A tese será defendida por Tiago Vieira Cavalcante para obtenção de seu doutorado em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia (IGCE/Unesp).

Local: Prédio da Pós-Graduação em Geografia

Horário: 14h00

Banca:
Profª. Drª. Lívia de Oliveira (Unesp – Rio Claro) – orientadora
Prof. Dr. João Pedro Pezzato (Unesp – Rio Claro)
Prof. Dr. Eduardo José Marandola Junior (Unicamp)
Profª. Drª. Letícia Carolina Teixeira Pádua (UFVJM)
Profª. Drª. Lúcia Helena Batista Gratão (UEL)

Divulgação: GT Fenomenologias da experiência geográfica – XI ENANPEGE (Presidente Prudente, 2015)

Com promoção conjunta do Grupo de Pesquisa Geografia Humanista Cultural (CNPq/UFF), do Grupo de Pesquisa Fenomenologia e Geografia (CNPq/Unicamp), do Grupo de Pesquisa Território, Cultura e Representação (CNPq/UFPR) e do Grupo de Pesquisa RASURAS: Imaginação Espacial, Poéticas e Cultura Visual (CNPq/UFES) acontecerá, durante o XI Encontro Nacional da Anpege (de 9 a 12 de outubro de 2015, em Presidente Prudente, SP), o “GT 17 – Fenomenologias da experiência geográfica“.

GT 17: Fenomenologias da experiência geográfica Com as transformações de toda ordem que temos vivido de forma mais intensa com a consolidação, desde os anos 1990, desta forma de globalização, tem havido uma série de “viradas” nas ciências humanas e sociais (espacial, linguística, cultural, etc.) em busca de aportes para compreensão de tais transformações. Estas viradas também atingem a geografia, reforçando a busca por filosofias que permitam compreender estas mudanças. Entre estas, a fenomenologia tem recebido interesse renovado por parte dos geógrafos. Isso porque a geografia e a fenomenologia buscam, por caminhos diferentes, o mesmo fim: a compreensão da experiência humana sobre a Terra. Este entendimento tem servido de fundamento para investigações teóricas e empíricas em diferentes temas que perpassam a experiência geográfica de mundo, ou, simplesmente, a experiência do ser-no-mundo. Esta é uma perspectiva teórico-metodológica que compreende os fenômenos geográficos a partir de sua manifestação na experiência, em sua dimensão existencial e epistemológica. A experiência é, portanto, o campo onde os símbolos, as identidades, as imagens e as imaginações se manifestam. Mas ela é também o fundamento epistemológico de investigação de uma geografia orientada pela fenomenologia. Esta, no entanto, não é unívoca, apresentando diferentes caminhos para se construir possibilidades de investigação geográfica. Como um pensamento heterodoxo, pode-se dizer que há tantas fenomenologias quanto fenomenológos. No entanto, todos passam ou centralizam sua reflexão na experiência, seja em sentido metodológico seja por permitir repensar a experiência contemporânea. O objetivo deste Grupo de Trabalho é promover a discussão das possibilidades abertas pela fenomenologia (em sua multiplicidade interna e em seus diálogos com outras filosofias, como o pós-estruturalismo, o existencialismo, a hermenêutica, etc.) para a compreensão da experiência geográfica. Serão priorizados trabalhos que problematizem os fundamentos teóricos desta relação, de natureza epistemológica, além de trabalhos de investigação compreensiva de temas/problema a partir destes aportes. Coordenadores Eduardo Marandola Jr. (Unicamp) Sylvio Fausto Gil Filho (UFPR) Antonio Carlos Queiroz Filho (UFES) Alessandro Rosaneli (UFPR)

As submissões de trabalhos iniciaram no último dia 06 e seguem abertas até 17 de maio de 2015. As normas para as submissões podem ser encontradas na primeira circular divulgada pela organização do XI ENANPEGE. Para baixar a circular, clique neste link. Untitled

Defesa de dissertação

Logotipo_UNESP_GrandeNa próxima segunda-feira, dia 13 de outubro de 2014, teremos a defesa da dissertação intitulada: “A região do Médio Tietê e os primeiros acordes paulistas: o Cururu“.

A dissertação será defendida por Henrique Albiero Pazetti para obtenção de seu mestrado em Geografia pelo Instituto de Geociências e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”.

Local: Auditório do Prédio da Pós-Graduação em Geografia, Unesp (Rio Claro)

Horário: 9h00

Banca:
Lívia de Oliveira (Unesp-RC) – orientadora
Eduardo Marandola Jr. (Unicamp)
João Pedro Pezzato (Unesp-RC)

Geograficidade publica novo número

 

Capa_Geograficidade_v4_n.Especial

Geograficidade publica seu novo número: v. 4, Outono 2014, n. especial: Sabores Geográficos.

Contando com seis artigos, um texto na seção “Notas de pesquisa” e uma resenha, a edição repercute e aprofunda os temas abordados na segunda edição do Seminário Sabores Geográficos, realizado na Unesp (Rio Claro), em agosto de 2013.

O sumário deste número encontra-se disponível, para acesso, leitura e download, através deste link.

II Seminário Sabores Geográficos

sabores. cartaz

O Grupo de Pesquisa Geografia Humanista Cultural promove no próximo dia 23 de agosto de 2013, em conjunto com o Departamento de Geografia da Unesp (Rio Claro), o II Seminário Sabores Geográficos: Comida – Memória – Identidade.

A programação do evento e o formulário para inscrições encontram-se na página dedicada ao evento.

Esperamos vê-los todos em Rio Claro proximamente.

Topofilia reeditado!

topofiliaAcaba de “sair do forno” a nova edição do livro Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente“, do geógrafo sino-americano Yi-Fu Tuan.

O livro, publicado originalmente em 1974, nos Estados Unidos, foi publicado no Brasil em edição única pela Difel, em 1980. Traduzido por Lívia de Oliveira (UNESP-RC), o livro é um clássico da geografia mundial, e tem um papel especial na difusão da geografia humanista e dos estudos de percepção do meio ambiente, tanto para a geografia quanto para uma grande área interdisciplinar.

Desde o início dos anos 2000 cresceu um esforço para conseguir a reedição do livro, que finalmente encontrou morada na Editora da Universidade Estadual de Londrina.

Saiba mais clicando aqui.